Como a transformação digital ajuda empresas a enfrentarem a crise

A crise econômica que vem assolando o Brasil nos últimos anos impactou, e ainda continuará impactando, a maioria das empresas. Não houve um setor que não foi afetado, pelo menos um pouco, por essa situação.

Quem mais sentiu os impactos da recessão foram as empresas que ainda não aderiram às tendências tecnológicas, como a cloud computing, o Big Data, a mobilidade e as mídias sociais – que formam a base da transformação digital.

Muitas empresas que já as aderiram ainda sentem os efeitos da crise, mas de forma muito menos intensa. Afinal, essas tecnologias, quando bem implementadas, ajudam a reduzir custos, aumentar a produtividade e ganhar vantagens competitivas no mercado. Elas são consideradas um bom antídoto para a crise.

Organizações que não as implementaram em seu ambiente não podem aproveitar tais benefícios. E é por isso que a crise é mais desafiante para elas. E se seus gestores não tomarem uma atitude para promover a transformação digital, elas certamente não suportarão as pressões e serão obrigadas a saírem do mercado.

Essa crise certamente impulsionará a transformação digital, pois fará com que muitas empresas conservadoras e tradicionais percebam que o universo corporativo mudou e que o uso das tecnologias é necessário para sobreviver no mercado atual e futuro.

A seguir, mostraremos de que formas a transformação digital pode ajudar as empresas a enfrentarem essa crise econômica e suportarem os impactos gerados por ela.

Reduzindo custos

Umas das principais preocupações dos gestores durante uma recessão é a redução de custos. Ela é necessária para o negócio operar com mais folga no caixa, tendo em vista que menos recursos estão entrando devido a perda de clientes e a redução do faturamento.

A transformação digital, por meio da cloud computing, ajuda as empresas nessa questão. Com essa tecnologia, é possível:

  • Eliminar ou reduzir a infraestrutura de TI local – que consome muita energia elétrica, demanda a compra e manutenção constantes de hardwares e softwares e exige uma equipe para monitorá-la 24 horas por dia;
  • Diminuir o volume de impressões – que demandam papéis, tintas e a compra e a manutenção de impressoras – e virtualizar os documentos;
  • Reduzir o número de viagens corporativas – que consomem muitos recursos financeiros da empresas – e realizar reuniões pela internet.

Essas são apenas algumas das formas da cloud computing cortar despesas.

Melhorando a experiência dos clientes

Principalmente numa crise econômica, as empresas não podem perder clientes. Elas devem não só manter os existentes, como também atrair novos. E para isso, é necessário personalizar a experiência de cada consumidor, para que ele se sinta único, fique encantado e se torne fiel à marca.

A transformação digital ajuda nessa personalização, por meio do Big Data. Com essa tecnologia, é possível coletar os dados dos clientes e conhecer seus desejos e necessidades.

E por meio dessa visão 360º, as organizações podem melhorar seus processos, produtos e serviços, para que eles se adéquem ao perfil do seu público-alvo e o encante.

A experiência dos clientes também pode ser melhorada com o uso das mídias sociais. Ao estar presente no local onde os consumidores mais passam seu tempo, seja para prestar suporte, seja para divulgar produtos e serviços, a empresa também acaba os encantando e aumentando as chances deles os comprarem.

Aumentando a produtividade

A cloud computing impacta positivamente na produtividade da equipe de TI, já que ela não precisa se preocupar com a manutenção da infraestrutura local.

A produtividade dos colaboradores das demais áreas da empresa também é melhorada com a computação em nuvem, graças à mobilidade proporcionada por ela.

Por meio de tablets e smartphones, os membros da equipe podem trabalhar remotamente, enquanto estão no trânsito, em casa ou numa viagem. A cloud computing também os aproxima e estimula a colaboração entre eles, o que contribui para o surgimento de ideias que possam melhorar os resultados da empresa.

E o aumento da produtividade leva o negócio a fazer ‘mais com menos’, ou seja, realizar mais tarefas por um custo menor. E isso é muito importante para o caixa numa época de crise econômica.

Gerando vantagens competitivas

Ao promover uma transformação digital, uma empresa acaba ou se igualando aos seus concorrentes que já fizeram isso ou ultrapassando àqueles que ainda não. Seja qual for o caso, ela não ficará um passo atrás da concorrência.

Essas são as principais formas da transformação digital ajudar as empresas a enfrentarem a crise. Organizações que ainda não a promoveram devem fazer isso urgentemente, se quiserem continuar operando no mercado.

Agora aproveite para ler o nosso sobre como acelerar o processo de transformação digital. E se quiser saber como podemos ajudá-lo a enfrentar essa crise econômica, entre em contato conosco!

Deixe uma resposta