As barreiras que impedem tomadas de decisão rápidas e assertivas

Recessão econômica, pressão competitiva e aumento da exigência dos consumidores são os principais fatores que estão obrigando os gestores a tomarem decisões de forma mais rápida e assertiva.

E se eles não fizerem isso, acabarão fazendo seus negócios perderem vantagens competitivas e serem lançados para fora do mercado.

Mas apesar de reconhecerem a importância das tomadas de decisões rápidas e assertivas, muitos gestores não podem fazer isso, por causa de alguns obstáculos.

A seguir, mostraremos que obstáculos são esses, e o que é preciso fazer para contorná-los.

Sistemas corporativos não integrados

Para tomarem decisões de forma rápida e assertiva, os gestores precisam, obrigatoriamente, coletar dados em tempo real. Se os dados forem coletados e entregues aos responsáveis uma hora, um dia, uma semana, etc, depois de serem gerados, eles acabarão tendo pouca ou nenhuma utilidade.

E a falta de dados coletados em tempo real geralmente é causada pela falta de integração dos sistemas corporativos, ou pela conexão por meio de ferramentas obsoletas.

Essa é considerada a principal barreira que impede melhores tomadas de decisão. Para terem uma visão 360º da empresa, os gestores precisam, obrigatoriamente, terem todos os sistemas corporativos, como CRM (Customer Relationship Management), ERP (Enterprise Resource Planning) e SCM (Supply Chain Management), integrados.

E os dados coletados devem ser disponibilizados em uma única plataforma, para que os gestores não tenham que ficar verificando cada sistema da empresa.

Falta de dashboards simples e intuitivos

Tomadas de decisão rápidas e assertivas também requerem a análise ágil dos dados. De nada adianta coletar centenas de dados em tempo real, e entregá-los em planilhas com centenas de tabelas que precisam ser analisadas uma por uma.

Isso, além de fazer os gestores perderem tempo, também aumenta as chances deles cometerem erros.

Os dados coletados devem ser averiguados por meio de gráficos e Widgets, que permitem uma análise visual mais rápida e assertiva.

Falta de mobilidade

No universo corporativo, a mobilidade era uma tendência. Ela já foi concretizada há muito tempo, e muitas empresas ao redor do mundo estão dando aos seus colaboradores a possibilidade de trabalharem remotamente, por meio de tablets e smartphones.

Isso só foi possível graças à cloud computing, que permitiu que sistemas corporativos possam ser acessados por meio de dispositivos móveis, bastando apenas uma conexão com a internet.

Mas não são só os colaboradores que devem usar dispositivos móveis para trabalhar. Os gestores também precisam, já que eles devem tomar decisões de forma rápida, assim que problemas ou oportunidades surgem.

E elas podem surgir em momentos em que os responsáveis estão fora do escritório, como no trânsito, num voo, numa viagem, etc. Somente com uma plataforma móvel, que entregue os dados de que precisam, é que eles podem tomar decisões em qualquer lugar do mundo.

Falta de alertas de problemas e oportunidades

Considere a seguinte situação: as vendas dos PDVs (Pontos de Venda) de uma determinada fabricante estão aumentando, devido a uma campanha de marketing bem sucedida. Mas, à medida que o volume de vendas cresce, o estoque de produtos vai caindo. E o ritmo de fabricação de novos produtos está lento.

Se o gestor não tiver conhecimento disso, ele acabará não tomando nenhuma decisão para aumentar o ritmo da fabricação dos produtos, elevar o volume de produtos no estoque e repor rapidamente os produtos nos PDVs.

E se os clientes verem que os PDVs não têm produtos, eles não os comprarão, o que impactará negativamente no caixa da fabricante.

Essa é uma situação que pode ser facilmente contornada com alertas em tempo real. Se esse gestor receber rapidamente a informação de que o volume de produtos está caindo, ele poderá autorizar o aumento do ritmo de fabricação, para que o faturamento da fábrica não seja impactado simplesmente pela falta de produtos.

Alertas em tempo real, enviadas por e-mail ou SMS, são úteis para contornar problemas e aproveitar oportunidades assim que elas surgem, para que os resultados da empresa não sejam impactados.

Os gestores que quiserem tomar decisões mais rápidas e assertivas terão, obrigatoriamente, que derrubar todas essas barreiras. Se não fizerem isso, acabarão tomando decisões lentamente e com possíveis erros, que podem levá-los a ficar um passo atrás de seus concorrentes e gerar prejuízos para o negócio.

A única forma de contornar essas barreiras é utilizando uma solução BAM (Business Activity Monitoring ou, no português, Monitoramento das Atividades de Negócio.

O BAM integra todos os sistemas corporativos da empresa e disponibiliza os dados em dashboards simples e intuitivos, que podem ser acessados por meio de dispositivos móveis. Além disso, ele envia alertas em tempo real quando há alguma alteração nos indicadores, para que os problemas e oportunidades possam ser analisadas assim que surgirem.

E você, o que já está fazendo para contornar essas barreiras? Entre em contato conosco e descubra como podemos ajudá-lo a fazer isso com a nossa solução BAM!

Deixe uma resposta