Os problemas gerados por múltiplos sistemas não integrados

Nunca se falou tanto em integração como nos últimos anos. Nos departamentos de TI, esse termo se tornou presente em muitas reuniões, principalmente naquelas de projetos que visam unir os colaboradores e as diversas áreas da organização.

O fato é que somente com a integração de sistemas e fontes de dados (CRM, ERP, software contábil, etc.) é que a equipe de TI consegue interligar tudo da empresa, melhorar os seus processos, aumentar a agilidade e reduzir custos – algo fundamental nos dias de hoje.

A integração de sistemas é, inclusive, algo obrigatório para aquelas empresas que querem iniciar a sua transformação digital.

Mas se você ainda não está convencido disso, então não deixe de conhecer a seguir os principais problemas gerados pela falta de integração.

3 problemas resultantes da falta de integração

1. Maior tempo de busca por informações específicas

Sistemas não integrados dificultam muito a busca por dados, principalmente por aqueles mais específicos. Veja alguns exemplos de informações específicas:

  • Quantas compras um determinado cliente realizou durante três meses?

  • Quantas compras um grupo de clientes do sexo feminino realizou durante um ano?

  • Em que região os clientes do sexo masculino que fazem compras todo mês residem?

Sem a integração, os profissionais precisam procurar essas informações em cada um dos sistemas e fontes de dados da empresa. E dependendo da quantidade de dados, essa busca pode levar dias ou até meses para ser finalizada, o que é inviável.

Essa demora pode, inclusive, impedir a tomada de decisão rápida e assertiva por parte dos gestores, o que pode fazê-los ficar sempre um passo atrás da concorrência.

2. Menos agilidade e personalização

Os consumidores de hoje estão exigindo muitas coisas, principalmente personalização e agilidade. Eles querem ser atendidos de forma única e de maneira rápida.

E não há como um colaborador encontrar os dados do cliente rapidamente a fim de prestar-lhe um atendimento personalizado, se precisar consultar inúmeros sistemas espalhados por diversos setores da empresa.

Isso leva muito tempo e pode impactar negativamente na experiência do cliente, fazendo-o desistir da compra e migrar para a concorrência.

Mas com sistemas integrados, o colaborador consegue verificar rapidamente os desejos e as necessidades de cada cliente e prestar-lhe um atendimento num curto prazo, o que pode encantá-lo e fazer com que ele adquira mais facilmente os produtos ou serviços oferecidos pela empresa.

3. Mais despesas

Se a equipe passa muito tempo procurando informações em vários sistemas diferentes, seu trabalho deixa de gerar um valor significativo para a empresa.

Isso porque a busca por informações não gera, por si só, nenhum valor. O que traz resultados é o que se faz com os dados, como prestar um atendimento encantador por meio deles, por exemplo.

O time que passa muito tempo coletando informações acaba, além de impactar na experiência dos clientes, se tornando improdutivo e gerando muitas despesas para a empresa.

E como principalmente nos dias de hoje nenhuma organização pode investir recursos em atividades que não geram nenhum valor, os gestores precisam fazer com que seu time ache as informações de que precisam de forma simples e rápida, para que seu trabalho não seja comprometido.

A solução para todos os problemas é, obviamente, a integração dos múltiplos sistemas e fontes de dados. Se feita de forma adequada, essa integração pode gerar resultados incalculáveis para uma organização.

É válido lembrar que, sem ela, as iniciativas de transformação digital correm o risco de fracassar logo nas primeiras etapas.

E sua empresa, está sofrendo com algum desses problemas? Já está promovendo a integração de sistemas? Compartilhe suas experiências com a gente nos comentários!

Deixe uma resposta