5 maneiras de otimizar os custos e o tempo na migração de dados

A migração de dados leva tempo e requer muito planejamento para que este período, por conta de erros e contingências, não se estenda ainda mais, comprometendo a segurança das informações e a produtividade da empresa. Mas a boa notícia é que, com o desenvolvimento tecnológico ocorrido nas últimas décadas, novas metodologias, ferramentas e boas práticas tornaram o processo mais rápido, com maior precisão e com a menor incidência de riscos.

Hoje, mesmo durante o processo, é possível otimizar as ações de modo a não permitir que os erros persistam e é possível mensurar os resultados em tempo real, a fim de tomar decisões pertinentes, que melhoram os custos e o tempo dedicado.

Há uma grande complexidade na migração de dados, e isso é fato. É preciso saber lidar com diferentes bases e banco de dados, a fim de manipular, alterar, reconfigurar, limpar e atualizar as informações com assertividade. Para isso, algumas estratégias são necessárias para garantir as melhores condições de custos e de tempo, como veremos a seguir. Conheça também alguns benefícios em realizar a migração de dados com a plataforma K2View!

1) Faça o planejamento do processo de migração de dados

Sem planejamento, dificilmente o gestor terá condições de garantir os menores custos e a melhor utilização do tempo. É preciso descrever cada etapa a ser realizada, considerando o orçamento e o cronograma, o que deve ser migrado, o que precisa ser ajustado, quais os desafios e contingências do processo, como será a divisão de responsabilidades e quais as ferramentas requeridas, considerando as especificações e vantagens de cada uma.

migração de dados 1

2) Garanta a integridade e a consistência dos dados com ferramentas assertivas

Este deve ser o foco do processo, para que não se percam recursos tentando consertar erros e falhas, que possam comprometer a segurança dos dados e a produtividade da empresa. Para se ter uma ideia, a plataforma K2View é capaz de garantir 100% de consistência e integridade dos dados. Isso porque trabalha com unidades lógicas, uma abordagem inovadora que considera sistematicamente os estágios de extração > enriquecimento > validação > transformação > execução por entidade. Eis uma garantia importante para que a empresa não pereça durante o processo de migração, uma vez que é possível acessá-lo em tempo real, com segurança.

DESTAQUE: 5 maneiras de evitar problemas na sua migração de dados

3) Otimize o seu orçamento

Para reduzir custos e o tempo do processo de migração, otimize, desde o início, o seu orçamento, através de decisões assertivas. Por exemplo, que tal adotar ferramentas de migração de dados que, além de reduzir o tempo do projeto, permita uma economia de até 80% dos custos, sem limitar a segurança? Esta é a proposta da KalTI e do produto K2View – veja todas as vantagens da ferramenta neste link. http://kalti.com.br/produtos/migracao-de-dados/logical-unit/

4) Reduza o tempo do seu projeto

Tempo é um recurso tão importante quanto dinheiro. E um processo de migração de dados em um grande ambiente pode ser demorado e dispendioso. Muitas empresas levam meses para realizar todo o processo. Desta forma, é importante analisar quais ferramentas podem reduzir o tempo da migração de dados, permitindo ainda que sejam realizados testes e mensuração dos resultados em tempo real. É uma das vantagens da ferramenta K2View, que reduz o tempo do processo de migração de meses para semanas, reduzindo assim os custos e os riscos.

5) Flexibilidade da estratégia de execução

O produto K2View possui ainda vantagens quanto à flexibilidade da estratégia de execução, que pode ser flash cut ou faseada. Isso significa que o produto pode oferecer melhores condições para alterar a estratégia de migração em caso de necessidade. Seja flash cut ou faseada, a ferramenta permitirá a definição da população a ser migrada, garantido total flexibilidade em tempo de execução. O resultado é uma migração certeira, de acordo com as necessidades da sua empresa.

Veja também: 5 motivos para sua empresa começar a fazer mascaramento de dados

Gostou da matéria? Tem dúvidas sobre migração de dados? Deixe um comentário!

Deixe uma resposta